;
Atendimento via chat
Atendimento via chat
Teclas de Acesso:
1
Conteúdo
2
Menu
3
Busca
4
Rodapé
Acessibilidade:
Notícias

“Direito em Movimento” debateu temas voltados para a área de Direitos Humanos

24.set.2018

Na imagem, os professores Flavio Coutinho, Pedro Henrique Ribeiro, Anvalgleber Souza Linhares, Sandra Mello, Pedro Luiz Dalbone e Raul Moura Junior compõem a mesa no 1º dia de evento.
Com intuito de integrar teoria e prática e tratar de assuntos de grande importância na área do Direito, o UBM – Centro Universitário de Barra Mansa – recebeu, na última semana, o evento “Direito em Movimento”. O evento foi uma realização do corpo docente e da coordenação do curso em parceria com a Diretoria de Extensão e Educação Continuada e o NPJ – Núcleo de Práticas Jurídicas.
 
A partir de uma programação de palestras, exposição de banners e vídeos de atividades desenvolvidas pelos acadêmicos do curso, foram abordados temas relacionados aos Direitos Humanos na contemporaneidade, com ênfase nos segmentos das Minorias e Políticas Públicas.
 
Segundo a professora Marlene Nowak, coordenadora do curso, a temática e os conteúdos foram programados de acordo com as turmas e períodos, para que todos pudessem participar. “Direitos Humanos é um tema que precisa ser abordado 24h por dia, principalmente no nosso curso. Diante dos conteúdos que trabalhamos e da excelência do curso, não podemos nos distanciar de segmentos relacionados estritamente ao tema, que são os grupos de minorias como idosos, negros, homossexuais e outros. Todas essas vertentes precisam ser discutidas e o local para isso é a academia”, explica a professora.
 
As conversas contaram com a participação de professores do curso e outros profissionais convidados que falaram sobre a atuação do profissional de maneira ética e a construção da profissão, os caminhos que pode seguir um recém-formado, desenvolvimento e cidadania e o Direito Penal na atualidade.

“Algumas pessoas ainda têm uma concepção errada sobre Direitos Humanos. Eles são considerados como fundamentais pela nossa Constituição Federal, que é a principal lei do país, e são os direitos de liberdade, conquistados ao longo da história por meio de muita luta. Falar deles é importante para que não haja um retrocesso social”, ressalta a professora Sandra de Mello.
 
Voltar