UBM - Workshop sobre Internet das Coisas é promovido pelo UBM ;
Teclas de Acesso:
1
Conteúdo
2
Menu
3
Busca
4
Rodapé
Acessibilidade:
Notícias

Workshop sobre Internet das Coisas é promovido pelo UBM

19.set.2016

O UBM – Centro Universitário de Barra Mansa – promoveu neste sábado (17) o Workshop "SAP CodeJam", no Campus Cicuta. A oficina foi ministrada por Franklin Herbas, representante SAP – empresa de origem alemã, criadora de softwares de gestão de empresas  que atualmente é líder no mercado mundial. O tema escolhido para o evento foi a Internet das Coisas ou IoT, do inglês Internet of Things.

O evento foi realizado por meio de uma parceria da SAP com o UBM, propiciado pela Diretoria de Extensão e Relações Comunitárias. De acordo com a professora Fernanda Siqueira, o Workshop acontece sempre uma vez ao ano com temas diferentes. “Queremos trazer para os alunos e os profissionais da região assuntos que estão em pauta e que são inovadores no mercado. A Internet das Coisas começou a ser apresentada pela SAP há pouco tempo e achamos que seria o momento certo para trazermos esse evento para o UBM”, apontou. No ano passado, o tema abordou SAP Hana, que é uma solução flexível que permite a visão em tempo real das operações de negócios à medida que elas acontecem, funciona in-memory e é operacional com qualquer fonte de dados.

Gustavo de Barros Bueno, um dos alunos presentes do curso de Sistema da Informação do UBM, comentou que lidar com esses tipos de plataforma explora um outro grande nicho na área. “É sempre bom estarmos engajados nessas atividades, pois elas podem abrir mais oportunidade de mercado de trabalho”, afirmou o estudante.

Franklin,que mora no Vale do Silício (EUA) e trabalha com estratégia corporativa na SAP, viaja pela América Latina passando seu conhecimento e experiência a profissionais e acadêmicos. “Hoje em dia, é difícil apontar uma pessoa em centros urbanos que não tenha tido contato com alguma solução SAP. Fui ao banco na Colômbia e quando o gerente virou a tela do computador para eu digitar a senha, vi que ele estava em um sistema SAP”, exemplificou. “Várias empresas trabalham com sistemas e sensores SAP como a Petrobrás, a Coca-Cola, e em nossas casas também já é possível ter contato com sensores. Então, o que queremos hoje é entender de onde vêm esses sensores, ou seja, quem precisa deles. O objetivo também é ter o conhecimento para criarmos novos sistemas para esses sensores”, esclareceu Herbas.

Formada em tecnólogo de processamentos de dados nos anos 1990, Marilene Marinatto trabalha atualmente em uma empresa em Itatiaia - RJ que começará a usar as soluções SAP em breve. “Quando se entra nesse universo, sempre se quer mais e isso é primordial para manter o profissional no mercado, uma vez que essa é uma área que muda a todo o momento, por isso me inscrevi para esse workshop”, comentou.

“Hoje, independente do país em que as pessoas estão, elas têm acesso ao mesmo tipo de plataforma que os profissionais atuantes no Vale do Silício, por exemplo”. Para Franklin, a partir do desenvolvimento do conhecimento, o principal objetivo dos profissionais deve ser a sensibilidade para perceber o que o mercado precisa. “Agora já existem carros autônomos que percorrem as rotas sem motorista graças à tecnologia da Internet das Coisas. Esse é só um dos exemplos. Há um mercado muito amplo como a área da saúde, vestuário como roupas e sapatos e etc. Basta que se detenha o conhecimento e saiba aplicá-lo”, ressaltou.

Durante o workshop, os participantes iniciaram o acesso à plataforma SAP Hana, por onde puderam realizar exercícios sob a orientação de Franklin. Eles ainda terão acesso à plataforma para continuar a prática e conhecer mais sobre os sistemas por 30 dias. Além disso, também poderão trocar e-mail para tirar dúvidas com Herbas.

Voltar