Teclas de Acesso:
1
Conteúdo
2
Menu
3
Busca
4
Rodapé
Acessibilidade:
Nossa História

A história do Centro Universitário de Barra Mansa (UBM) está atrelada à criação da SOBEU - Associação Barramansense de Ensino. Estas duas instituições operam de forma diferente. A SOBEU é a mantenedora, ou seja, pessoa jurídica de direito privado que provê os recursos necessários para o funcionamento do Centro Universitário que, por sua vez, oferece os cursos superiores.

A Associação Barramansense de Ensino Superior foi criada em 1961. A ideia surgiu dos amigos Féres Osrraia Nader, na época, presidente da União Barramansense de Estudantes, e dos diretores da então Sociedade Anônima Barramansense de Ensino e Cultura (SABEC), Haroldo Carvalho Cruz, Guilherme de Carvalho Cruz, Leandro Álvaro Chaves e Pedro Monteiro Chaves, que foi o 1º presidente da SOBEU.

Após cinco anos de intensos esforços pela autorização federal para trazer o ensino superior para a região, a SOBEU obteve em 20 de julho de 1966 o parecer favorável do Conselho Federal de Educação à autorização para o funcionamento da Faculdade de Direito de Barra Mansa – a primeira do interior do estado do Rio de Janeiro.

Inicialmente, os alunos frequentaram as aulas, em horário noturno, no Grupo Escolar Barão de Aiuruoca, sendo construído posteriormente um prédio próprio. A transferência para a nova sede da Instituição foi realizada em 06 de agosto de 1967. Mais tarde, foram criados os cursos de Administração (1969), Filosofia (1971), Ciências e Letras (1971), Comunicação (1975) e Enfermagem (1981). A conquista serviu como motivação para a interiorização de cursos superiores nos estados brasileiros.


Criação do Centro Universitário

Em 1997 as faculdades foram integradas e foi criado o 1º Centro Universitário do interior do estado, como conhecemos hoje, o UBM - Centro Universitário de Barra Mansa.

Ao longo dos anos, a Instituição viveu um crescimento significativo e hoje conta com cursos de graduação, entre os quais também há cursos tecnológicos, cursos e programas de pós-graduação lato-sensu e programas e projetos de extensão e ação comunitária - sinais expressivos da forma como o UBM vem cumprindo sua responsabilidade social.

Destacam-se também os múltiplos laboratórios e clínicas que atendem aos cursos e à comunidade, laboratórios dedicados ao Núcleo de Educação à Distância – NEAD e a criação do Campus Cicuta, inaugurado em 2000, nas proximidades de Volta Redonda.

O credenciamento da instituição como Centro Universitário, por Decreto do Presidente da República, em 23 de dezembro de 1997, levou o UBM a redirecionar o seu Projeto Pedagógico Institucional – PPI e o seu Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI, o que significa maior empenho continuado para excelência de ensino, pela qualificação do corpo docente e pelas condições de trabalho acadêmico oferecidas à comunidade escolar.

Continuar lendo

Fundador e Presidente da SOBEU entre 1962 e 2004
Foto de Pedro Monteiro Chaves

Pedro Monteiro Chaves

Fundador e Presidente da SOBEU nos anos de 1961 e 1962

Foto de Haroldo Carvalho Cruz

Haroldo Carvalho Cruz

Fundador e Presidente da SOBEU entre 1962 e 2004. Reitor do UBM de 1998 a 2004

Foto de Guilherme de Carvalho Cruz

Guilherme de Carvalho Cruz

Fundador e Presidente da SOBEU e Reitor do UBM de 2004 a 2013

Foto de Féres Osrraia Nader

Féres Osrraia Nader

Fundador da SOBEU

Foto de Leandro Álvaro Chaves

Leandro Álvaro Chaves

Fundador e Presidente da SOBEU e Reitor do UBM de 2013 ao presente momento

Linha do Tempo

Nossa história de crescimento contada em poucas frases. Confira nossa Linha do Tempo. Utilize as setas para navegar entre os tópicos que atestam as mudanças realizadas pela instituição em suas estruturas física, pedagógica e organizacional:

  • 1961

    12 de outubro - Criação da Associação Barramansense de Ensino Superior (SOBEU).

  • 1962

    Inaugurada a Biblioteca Central da SOBEU.

  • 1966

    08 de março - SOBEU recebe parecer favorável à autorização para funcionamento do curso de Direito de Barra Mansa, primeiro do interior do Estado do Rio de Janeiro.

    30 de abril - Aula inaugural do curso de Direito com o professor Pedro Lins Palmeira, no Salão Nobre da Câmera Municipal de Barra Mansa. As primeiras aulas foram ministradas no Colégio Barão de Aiuruoca.

  • 1967

    06 de agosto - Transferência para sede própria.

  • 1970

    18 de dezembro - Formatura da primeira turma das Faculdades de Direito de Barra Mansa.

  • 1971

    28 de setembro - Coquetel de instalação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras.

  • 1974

    15 de outubro - Criado o Centro de Coordenação de Pesquisas e Estudos (CECOPE), setor que cuidava da Pós-graduação e dos cursos de Extensão. Atualmente, é a COPEP responsável pelos cursos de Pós-graduação enquanto a Pró-Reitoria Comunitária cuida dos cursos de Extensão;

    18 de outubro - Formatura da primeira turma da Faculdade de Administração;

  • 1975

    28 de fevereiro - Formatura da primeira turma de Filosofia, Ciências e Letras. Essa faculdade englobava os cursos de Matemática, Letras, História, Geografia, Biologia e Pedagogia.

  • 1976

    Novembro - Edição do primeiro jornal interno da instituição, nomeado “A SOBEU”. O redator chefe foi José Augusto Amado e o responsável pela arte, professor Clécio Penedo.

  • 1977

    13 de dezembro - Inauguração da Praça de Esportes Irmãos Vanazzi Silva.

  • 1978

    26 de outubro - Inauguração do Bosque Ecológico.

  • 1979

    15 de fevereiro - Formatura da primeira turma de Comunicação Social.

  • 1981

    Criação do primeiro curso de Pós-graduação em “Metodologia em Ensino Superior” em convênio com a Universidade Federal Rural do Estado do Rio de Janeiro (UFRRJ).

    20 de maio - Inauguração do Escritório de Assistência Jurídica Desembargador Ary Penna Fontanelli – atual Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) do Campus Barra Mansa.

    Junho - Jornal interno muda nome para Informativo SOBEU.

    06 de junho - A SOBEU através da CECOPE monta o seu próprio curso de Pós-graduação em “Metodologia do Ensino Superior”.

  • 1983

    Março - Jornal institucional passa a se chamar Informe SOBEU.

    27 de outubro - Inaugurada a Agência de Treinamento de Publicidade e Propaganda da Faculdade de Comunicação Social – atual Agência Experimental.

  • 1985

    Formatura da primeira turma de Enfermagem.

  • 1987

    O jornalista Barbosa Lima Sobrinho proferiu aula inaugural na Faculdade de Comunicação.

  • 1988

    07 de março - O delegado do Ministério da Educação no Estado do Rio de Janeiro, Aurélio Wander Chaves Bastos, proferiu aula inaugural no ano básico da SOBEU.

  • 1989

    Inauguração do Laboratório Multidisciplinar que também era utilizado pelas escolas da cidade nas aulas de Ciências.

    10 de maio - Fundado coral da SOBEU.

  • 1990

    29 de junho - O professor Austregésilo de Athayde ministra palestra no Salão Nobre.

  • 1991

    27 de setembro - Raquel de Queiroz proferiu palestra para acadêmicos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Barra Mansa.

  • 1993

    07 de junho - Publicação do informativo SOBEU, que trazia notícias sobre a busca pela implantação da Universidade de Barra Mansa.

  • 1994

    Março - Criado o Centro de Difusão Cultural, dirigido pelo professor Clécio Penedo.

  • 1995

    Criação da Comissão Permanente de Avaliação Institucional (COPAI) – atual Comissão Própria de Avaliação (CPA).

    Criada Empresa Júnior, constituída por alunos e professores dos cursos de graduação.

    03 de agosto - Inauguração da Galeria de Arte, sob os cuidados do diretor do Centro de Difusão Cultural da SOBEU, professor Clécio Penedo. Exposição de Glauco Rodrigues.

  • 1996

    Criação da Comissão de Pesquisa.

    Novembro - Lançamento da primeira Revista Científica.

  • 1997

    26 de maio - Palestra professor Arnaldo Niskier, membro do Conselho Nacional de Educação, das Academias Brasileiras e Internacional de Educação e da Academia Brasileira de Artes.

    Julho - Inauguração do Prédio V.

    04 de dezembro - É cedido dois pavimentos do Prédio VI para instalação do juizado especial da Comarca de Barra Mansa.

    23 de dezembro - Reconhecimento pelo MEC como Centro Universitário.

  • 1998

    Com a transformação para Centro Universitário, o informativo passa a se chamar UBM News. É editado pelo Núcleo de Comunicação Social (NCS).

  • 1999

    Janeiro - A Revista Científica do UBM conseguiu o registro junto ao ICBIT, sendo inserido ao referido volume o número do ISSN – Número Internacional Normalizado.

    Agosto - A Biblioteca Central recebe o nome de Dr. Ayres de Azevedo.

  • 2000

    Entra em funcionamento a Unidade Cicuta.

    12 de maio - Inauguração do Núcleo de Enfermagem em Saúde (NES).

  • 2001

    Formatura da primeira turma de Ciência da Computação e de Educação Artística (posteriormente, Artes Visuais).

  • 2002

    Formatura das turmas de Ciências Contábeis, Turismo, Medicina, Veterinária, Nutrição, Farmácia, Fisioterapia e Engenharia da Computação.

  • 2003

    Primeiro Centro Universitário do interior do Estado do Rio a conquistar um triplo MB na avaliação do MEC. O conceito foi alcançado nos quesitos Organização Didático Pedagógica, Instalações e Corpo Docente.

    Junho - Informativo passa a se chamar UBM Notícias, editado pelo NCS em formato tabloide. Sua tiragem chega a 9 mil exemplares.

    25 de junho - Inauguração do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) Dr. Pedro Monteiro Chaves, na Unidade Cicuta.

  • 2004

    21 de junho - Estabelecido o primeiro convênio internacional com a Southern Illinois University Carbondale – USA.

  • 2005

    Inicia o curso de Licenciatura em Educação Física.

    22 de julho - Criado o Núcleo de Educação à Distância (NEAD).

  • 2006

    Criação dos Cursos Superiores de Tecnologia, rápidos, dinâmicos e completos.